MINHA FAMÍLIA

MINHA FAMÍLIA
Agradeço sua visita!
Neste espaço vou compartilhar com você um pouco do que tenho recebido de DEUS, que sempre nos dá muito mais do que merecemos.
Desde já agradeço a reflexão de seu comentário.

quinta-feira, 10 de março de 2011

É HOJE O MEU MILAGRE

SERIE DE MENSAGENS VALE DOS OSSOS SECOS – PARTE 4

É HOJE O MEU MILAGRE

1. O AGENTE DA RESTAURAÇÃO

Deus perguntou a Ezequiel: Filho do homem, acaso, poderão reviver estes ossos?” (v. 3). O que Ezequiel poderia lhe responder? A resposta para aquela pergunta parecia óbvia. O que nós responderíamos? Humanamente falando, deveríamos responder com um sonoro “não” àquela pergunta divina. O que responderíamos diante daquela situação? Os céticos diriam: Isso é impossível! Os incrédulos diriam: Jamais! No entanto, Ezequiel conhecia o incrível poder de Deus, de modo que respondeu, dizendo: “Eu não sei, mas Tu o sabes”. O senso comum lhe dizia que era impossível; mas por reverência a Deus, respondeu: Senhor Deus, tu o sabes”.

Ezequiel deixou a pergunta em aberto, por três razões:

Em primeiro lugar, ele sabia muito bem que Deus tem o poder da criação e que Ele pode fazer qualquer coisa a partir do nada. Jeremias disse: “Nada há que te seja demasiado difícil” (Jr 32.17).

Em segundo lugar, os ossos secos podem reviver por causa das promessas de Deus. Todos nós sabemos que as promessas feitas por Deus nunca falharão. É por isso que Paulo disse: “Pois tantas quantas forem as promessas feitas por Deus, todas elas têm em Cristo o ‘sim’.

Em terceiro lugar, os ossos secos podem reviver por causa do plano e do propósito de Deus para Seu povo. A confortante mensagem para Ezequiel era que os ossos secos poderiam viver novamente, porque esse era o plano de Deus. Sobre isso, Deus falou por meio do profeta Jeremias:

Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais. Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração. Serei achado por vós, diz o SENHOR, e farei mudar a vossa sorte; congregar-vos-ei de todas as nações e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar donde vos mandei para o exílio. (Jr 29:11-14)

O que ele planejou pode tardar por causa das rebeliões humanas, mas os planos de Deus não podem ser frustrados: “Bem sei que tudo podes, e que nenhum dos teus planos pode ser frustrado” (Jó 42:2). Ele levará adiante os planos que tem para com o seu povo ao longo da história.

2. OS INSTRUMENTOS DA RESTAURAÇÃO

Deus demonstrou que o processo de reavivamento em Israel ocorreria respectivamente em duas etapas:

A primeira etapa consistiria na pregação da Palavra de Deus: “Então ele me disse: “Profetize a estes ossos e diga-lhes: Ossos secos ouçam a palavra do Senhor!”(v. 4). Ele trouxe o mundo à existência com as palavras de Sua boca e a Sua palavra fará que o mundo chegue a seu fim (2 Pd 3:7).

Deus disse a Ezequiel para profetizar sobre aqueles ossos e dizer-lhes: “Ossos secos, ouçam a palavra do Senhor!”.

O Senhor Deus deu a Ezequiel uma visão das coisas que haveriam de acontecer. Disse que poria tendões e faria crescer carne naqueles ossos secos e os cobriria de pele. Finalmente, poria dentro deles o “fôlego de vida” e os faria viver novamente (vs. 5,6).

A segunda etapa do reavivamento consistiria no enchimento do Espírito Santo.

E ele me disse: Profetiza ao Espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize ao Espírito: Assim diz o Senhor DEUS: Vem dos quatro ventos, ó Espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem; então o Espírito entrou neles, e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo. (v. 9,10)

3. OS RESULTADOS DA RESTAURAÇÃO

· Porei palavras na sua boca para profetizar em seu vale;

· Porei o meu Espírito em Vocês – o Espírito Santo é Conosco;

· Porei tendões em vocês – ATITUDES;

· Porei músculos em vocês – RESISTÊNCIA;

· Cobrirei de pele – COBERTURA ESPIRITUAL.

· É hoje o milagre para o meu povo.

1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário